.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

sexta-feira, junho 09, 2006

Líderes do MLST ficam presos, informa MP

Arquivo do Blog/Agência Brasil/Marcello Casal/7.6.06
Justiça mantém líderes do MLST presos e autoriza soltura de 459 integrantes, diz Ministério Público. A notícia é de Iolando Lourenço, repórter da Agência Brasil:
Brasília - O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPFDF) requereu hoje o relaxamento da prisão em flagrante de 459 integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) detidos depois da invasão da Câmara dos Deputados, na tarde da terça-feira (6). Quanto aos 42 integrantes do MLST que foram autuados em flagrante e são considerados pela Polícia Federal responsáveis pela invasão da Câmara, o MPDF requereu sua permanência na prisão. Em nota oficial, o Ministério Público diz que o procurador da República Valtan Furtado entendeu que era insustentável manter essas pessoas presas, "uma vez que a formalização das prisões ainda não havia ocorrido depois de mais de 48 horas, e a Polícia Federal não dispunha de meios materiais, nem de elementos probatórios suficientes para lavrar os autos de prisão em flagrante". A nota informa que todos os detidos foram devidamente qualificados e fotografados, "devendo, posteriormente, ser esclarecida a participação efetiva de cada um".
Quanto aos outros 42 presos, a nota diz que foram autuados em flagrante e "são considerados pela Polícia Federal os principais responsáveis pelos crimes cometidos". Diz também que o procurador requereu sua permanência na prisão. Segundo o Ministério Público, o requerimento foi acolhido pela juiza Maria de Fátima de Paula Pessoa Costa, da 10ª Vara Federal de Brasília, que determinou a imediata soltura de todos os presos, exceto os 42 autuados em flagrante delito.
Antes de serem totalmente liberados, os militantes do MLST terão de passar pelo exame de corpo de delito e pegar seus pertences que foram recolhidos quando eles entraram na penitenciária da Papuda, onde estão desde quarta-feira (7).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home