.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

segunda-feira, dezembro 26, 2005

Governo quer implantar programa para prevenir corrupção ligada à política

Governo quer implantar programa para prevenir corrupção ligada à política. A notícia é de Marcela Rebelo, repórter da Agência Brasil:
Brasília – Em entrevista à Radiobrás, o secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto, adiantou que, em 2006, o Ministério da Justiça pretende colocar em prática o Programa de Acompanhamento de Pessoas Politicamente Expostas. Segundo ele, o ministério irá acompanhar pessoas que ocupam altos cargos no governo e aqueles que trabalham em cargos "estratégicos", como em comissões de licitações. A proposta já foi discutida nas edições do Encontro da Estratégia Nacional de Combate à Lavagem de Dinheiro (Encla). "É uma espécie de vacina contra a corrupção. Muitas vezes, a gente vê casos históricos em órgãos públicos de compra superfaturada, de corrupção, de enriquecimento ilícito por parte do agente público – o que não pode acontecer", ressaltou Barreto. No início do trabalho será feito um levantamento sobre essas pessoas, com dados do Banco Central e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF). "Qualquer movimentação bancária suspeita, de patamares mais altos, em nome de pessoas que têm cargos públicos e salários conhecidos, deve ser detectada e investigada", disse. "Às vezes, a oportunidade faz com que a pessoa acabe tendo um desvio de conduta, seja por pressão de uma empresa que esteja fora do governo querendo entrar, seja de tentações naturais que as pessoas não podem sucumbir."
Barreto afirmou que a idéia é que se amplie o controle social sobre as pessoas que trabalham com dinheiro público. "Ela deve ser fiscalizada, monitorada e deve responder pelos seus atos, sem a necessidade de se invocar sigilo a cada momento que uma dúvida surgir", completou.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home