.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

sábado, janeiro 13, 2007

André garante pagamento de débitos e prioriza servidores

O governador André Puccinelli garantiu durante a eleição para a nova diretoria da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), que todos os débitos do Estado serão quitados, mas que a prioridade é o pagamento da folha dos servidores públicos estaduais.“É questão de pouco tempo. O que compromissado estiver será pago. Vamos trabalhar para que os débitos oriundos no ano passado sejam integralmente pagos, com muita clareza”, reafirmou o governador.

Segundo André, Mato Grosso do Sul possui um débito imediato de R$ 175 milhões com a folha de pagamento dos servidores, que será parcelada. Os repasses aos poderes Legislativo e Judiciário também serão negociados, assim como a transferência de recursos do ICMS aos municípios, que somam R$ 50,5 milhões. De acordo com o governador, a falta de dinheiro em caixa impossibilita o pagamento imediato de todos os débitos.

“Começamos 2007 com poucos recursos no cofre, já que as reservas foram destinadas ano passado a outros débitos menos urgentes, de acordo com a nossa perspectiva. Pagamos o que era possível e estamos negociando com todas as partes. Tenho certeza que em breve, com a compreensão de todos, sanaremos todos os problemas”, lembrou André.

Mesmo com poucos recursos disponíveis, o Estado foi obrigado a fazer pagamentos para evitar o bloqueio de recursos e cobrança de juros. Foram destinados à União (R$ 47 milhões referentes à dívida pública, dos quais R$ 17 milhões são multas e juros), evitando o bloqueio de envio de recursos para o Estado. Também houve o pagamento de uma parcela de financiamento do Fonplata (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata) de R$ 3,5 milhões, além de despesas emergenciais.

As informações são de Marcio Breda, da Agência de Notícias MS

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home