.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, novembro 09, 2005

Ao assumir caixa 2, aliado de Lula pode ser preso

Ex-ministro dos Transportes confessou três tipos de crimes. A notícia é da Agência Tucana e está no site do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira):
Brasília (9 de novembro) - Para a deputada Zulaiê Cobra (SP), o ex-ministro dos Transportes e prefeito de Uberaba (MG), Anderson Adauto, confessou pelo menos três crimes durante depoimento, nesta quarta-feira, na CPI do Mensalão: de corrupção passiva, de improbidade administrativa e eleitoral. "O ex-ministro de Lula será investigado pelo Ministério Público e pode ser cassado, processado e ir para a cadeia", avaliou a parlamentar. O aliado do Planalto assumiu que usou caixa dois nas nove campanhas eleitorais que já disputou.
CONTRADIÇÃO
Adauto confirmou ter recebido, quando ainda era ministro, R$ 410 mil de Marcos Valério para pagar despesas de campanha, dinheiro que não foi contabilizado na Justiça Eleitoral. No entanto, os cálculos do ex-auxiliar do presidente Lula podem estar subfaturados. O ex-tesoreiro do PT Delúbio Soares e o publicitário Marcos Valério já haviam afirmado à CPI que a doação foi de pelo menos R$ 1 milhão. O saque de R$ 410 mil foi feito por José Luiz Alves, secretário de governo da Prefeitura de Uberaba, na época chefe de gabinete do então ministro. "Existe uma grande contradição que fez sumir R$ 590 mil", observou o deputado Júlio Redecker (RS), também integrante do colegiado.
Assim como Zulaiê, o parlamentar também considera que Adauto deve ser indiciado por corrupção passiva. "De acordo com o artigo 317 do Código Penal, funcionário público não pode receber qualquer tipo de doação", argumentou Redecker. Na opinião do tucano, há também grande possibilidade de o ex-ministro do governo Lula ter se aproveitado do relacionamento com fornecedores do ministério para quitar antigas dívidas de campanha. "Com certeza, pode ser feita a ilação, visto que ele manipulou um dos maiores orçamentos da República", destacou. O ex-ministro dos Transportes admitiu ter recebido o empresário Marcos Valério para discutir o contrato de publicidade da pasta com a agência do acusado de ser o operador do mensalão.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home