.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quinta-feira, novembro 10, 2005

Fruet conclui que empréstimos não têm relação com repasses

O sub-relator de Movimentação Financeira da CPMI dos Correios, deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), a partir da análise da movimentação financeira das contas do empresário Marcos Valério de Souza, concluiu que "não há relação entre os seis empréstimos e os repasses feitos pelo empresário às pessoas indicadas pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares".
Dos seis empréstimos, cinco deles têm como garantia os contratos de publicidade das empresas de Valério com órgãos públicos. O outro contrato usou aplicações em certificados de depósito bancário (CDB) no BMG como garantia para o pagamento.
Indiciamento
Para o sub-relator, "não cabe à CPMI fazer o indiciamento dos acusados, mas sim sugerir essa medida à Polícia Federal e ao Ministério Público". Fruet afirmou que Marcos Valério e Delúbio Soares devem responder criminalmente por falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, fraude na lei de licitações (Lei 8666/93), fraude contábil, tráfico de influência, crime contra a ordem tributária e crime contra a ordem financeira. De acordo com o deputado, Delúbio ainda terá que responder por crime eleitoral.
Complicações
O sub-relator considerou a movimentação financeira de Marcos Valério extremamente complicada, pois muitas vezes os dados não fecham. Segundo Fruet, "ainda há muito a ser investigado", pois é a primeira vez que há repasse de dinheiro para partido do governo por meio de um esquema desse tipo.
As informações foram coletadas na documentação repassada pela Polícia Federal, Receita Federal, pelos bancos e pelo empresário Marcos Valério. Além dessas instituições, receberão o relatório o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
A reunião da sub-relatoria de Movimentação Financeira prossegue na sala 2 da ala Senador Nilo Coelho, no Senado. Neste momento, os parlamentares que integram a CPMI estão discutindo o relatório.
As informações são da Agência Câmara.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home