.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

segunda-feira, novembro 07, 2005

Lula diz no Roda Viva que esquema do ''mensalão'' não existiu

Presidente Lula participa da gravação de entrevista para o Programa ¨Roda Viva¨, no Palácio do Planalto. (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

Lula diz no Roda Viva que esquema do ''mensalão'' não existiu. A notícia é de Lílian de Macedo, repórter da Agência Brasil, que reproduzo abaixo, depois de deixar a redação por alguns minutos, devido às tarefas relacionadas com o plantão no Parque dos Transmissores da Rádio Independente (vamos citar a fonte, caros colegas):
Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse estar convencido de que o suposto esquema do "mensalão" não existiu. "Eu tenho certeza de que não teve mensalão. Este negócio de 'mensalão' cheira a folclore dentro do Congresso Nacional", ressaltou, no programa Roda Viva, produzido pela TV Cultura e exibido em rede pública de televisão.Pela primeira vez como presidente, Lula concedeu entrevista a jornalistas em um programa de televisão. Essa foi sua décima participação no Roda Viva, que comemora sua milésima edição. Lula disse que se sentiu traído com as denúncias de corrupção em seu partido, o PT. "Me senti traído porque eu sei o quanto eu lutei por este partido. Alguns companheiros tiveram um comportamento que não se coadunava com o do PT. O dinheiro fácil nunca fez bem para ninguém na história da humanidade. Por isso eu acho que eu fui traído", afirmou. O presidente ressaltou, no entanto, que o partido conseguirá retomar a imagem desgastada pela crise: "Acho que o PT vai recuperar a imagem que construiu ao longo de 20 anos na sociedade brasileira".Segundo o presidente, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) foi cassado por não ter comprovado as denúncias que fez sobre o "mensalão". "Jefferson prestou um desserviço à nação. Ele motivou suspeições sobre todo mundo, sem provas. As denúncias só devem ser feitas se tiverem provas", disse. Lula assegurou, também, que defende o ex-ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu porque não há uma acusação concreta contra ele. "Eu sou defensor dele porque não sei qual é a acusação contra o José Dirceu. A tese original era de dinheiro público nas contas do PT e até agora não tem comprovação. Não posso dar essas denúncias como verdade, porque estaria cometendo uma injustiça", afirmou. De acordo com o presidente, José Dirceu voltou para a Câmara dos Deputados para "deixar de ser vidraça da oposição". As perguntas dos jornalistas Augusto Nunes (colunista do Jornal do Brasil), Rodolfo Konder, Matinas Suzuki (diretor da rede de jornais Bom Dia), Roseli Tardeli (diretora executiva da Agência de Notícias da Aids) e Heródoto Barbeiro (editor-chefe e apresentador do Jornal da Cultura) foram formuladas a partir de 1.500 e-mails enviados pelos telespectadores. O programa foi gravado na tarde de hoje (7) no Palácio do Planalto.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home