.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, junho 07, 2006

Invasores são encaminhados para Instituto de Identificação

Os 12 líderes da invasão à Câmara, que estavam no na 2ª DP (Asa Norte), começaram a ser encaminhados ao Instituto de Identificação da Polícia Civil e, em seguida, serão levados ao Instituto Médico Legal (IML), de onde seguirão para o presídio da Papuda. A expectativa do delegado da 2ª DP, Antônio Coelho, que vem apoiando o trabalho da Polícia Legislativa, é que até o final do dia todos os manifestantes, que estão no Ginásio Nilson Nelson, tenham sido transferidos para o presídio.
"O inquérito está sendo conduzido por um servidor da Câmara, que tem à sua disposição o aparato da Secretaria de Segurança Pública do DF. Isso permite que o processo seja conduzido com celeridade e todos os detidos estejam à disposição da Justiça ainda hoje", disse o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio.
Dos 537 adultos que participaram da invasão, 12 manifestantes identificados como líderes estão na 2ª DP enquanto os demais estão no Ginásio Nilson Nelson. Eles vão responder por formação de quadrilha, dano ao patrimônio e corrupção de menores. Bruno Maranhão, Davi Pereira da Silva e Arildo Joel da Silva serão autuados também por tentativa de homicídio. Os dois primeiros são acusados de liderar a invasão e Arildo Joel da Silva é apontado como agressor do servidor da Câmara que sofreu traumatismo craniano, Normando Fernandes.
Os 42 menores de idade já foram encaminhados ao SOS Criança.
Ato pacífico
Bruno Maranhão, líder do Movimento pela Libertação dos Sem-Terra (MLST) acusado de incitar a invasão da Câmara ontem à tarde, afirmou que estava prevista uma manifestação pacífica. "Não era para ter violência. Não foi planejado isso", disse. Ele afirmou que uma evidência disso é a carta que diz ter entregue ao presidente da Câmara, Aldo Rebelo, - depois de iniciada a confusão -, com as reivindicações do movimento. "Por que entregaria ao presidente da Câmara uma carta falando de um objetivo e prepararia uma ação violenta?", questionou. Maranhão disse que, no momento em que soube da confusão, estava justamente fazendo ajustes no documento no gabinete do deputado Nelson Pellegrino (BA), ex-líder do PT. Segundo ele, o Congresso foi escolhido como palco da manifestação para encerrar uma jornada de luta do MLST, de um mês em dez estados, "porque é o espaço do Poder Legislativo". Ele assinalou que, quando se fala em reforma agrária, só se pensa no Executivo e lembrou a importância de determinados projetos de lei para essa reforma, como a atualização do índice de produtividade, que é de 1940.
As informações são da Agência Câmara

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home