.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, novembro 30, 2005

Ambientalistas comemoram arquivamento de projeto das usinas

Ambientalistas comemoraram o arquivamento do projeto de instalação de usinas de álcool na Bacia do Alto Paraguai. Dos 22 deputados presentes, 17 votaram a favor do parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), contrário ao projeto. Centenas de pessoas, entre estudantes, ambientalistas, vereadores e prefeitos, participaram da sessão.
O presidente da ONG (Organização Não Governamental) Ecoa – Ecologia e Ação, Alessandro Menezes, defendeu que o Governo do Estado realize o Zoneamento Ecológico-Econômico. O estudo vai redirecionar as atividades na região. “A discussão precisa ser feita com base em estudos técnicos”, disse.
Para o professor Plínio Sá Moreira, especialista em engenharia sanitária ambiental, o zoneamento é o primeiro passo em direção à preservação do Pantanal. “Precisamos de uma ação integrada que atenda ao Pantanal”, diz. Ele afirma que a legislação em vigor, de 1982, não protege a região pantaneira, apenas proíbe a instalação de usinas de álcool na bacia. “Dessa forma, criamos apenas soluções pontuais que passam a impressão de que o problema está resolvido”, acredita.
O professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Jorge Gonda, que assumiu a presidência da Fundação para Conservação da Natureza de Mato Grosso do Sul (Fuconams) no lugar de Francisco Anselmo Barros, que cometeu suicídio durante protesto contra o projeto, diz que algumas atividades na região do Pantanal precisam ser revistas. “Existem culturas certas que são aplicadas de forma inadequadas”, diz.
Para os ambientalistas, a morte de Francisco Anselmo de Barros foi decisiva para o arquivamento do projeto. “Alguns políticas ainda estavam em dúvida. A morte dele fez com que os parlamentares parassem para pensar”, acredita o dirigente da Ecoa. O professor Plínio Sá Moreira foi procurado por uma revista científica internacional para falar sobre o assunto. “Eles ficaram sabendo da discussão depois da repercussão da morte do Francisco”, disse.
Fonte: Patrícia Hadlich, da ANL (Agência de Notícias do Legislativo), com foto de Chico Ribeiro.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home