.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

segunda-feira, março 06, 2006

CPMI ouve Marcelo Sereno e suspeitos por prejudicar fundos

A Sub-Relatoria de Fundos de Pensão da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios ouve amanhã, às 10 horas (horário de Brasília), o ex-secretário de Comunicação do PT Marcelo Sereno. Os parlamentares querem detalhar a relação entre Sereno e as corretoras suspeitas de provocarem prejuízos em operações com recursos de fundos de pensão patrocinados por empresas estatais, para, supostamente, beneficiar partidos da base do governo.
Hoje, também a partir das 10 horas, na sala 19 da ala Alexandre Costa, no Senado, a sub-relatoria terá os depoimentos dos representantes do fundo de pensão da Eletronuclear (Nucleos) Paulo Roberto de Almeida Figueiredo e Gildásio Amado Filho; do representante do Banco Santos José Mariano Drummond Filho; e do representante da Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social (Refer) Jorge Moura.
Amanhã, serão ouvidos na sala 7 da ala Alexandre Costa, além de Marcelo Sereno, os sócios da NK Prestação de Serviços Sociedades Simples Ltda. Alex Nawa e Leonardo Paes Borba.
Funaro
Na quarta-feira (8), às 10 horas, os integrantes da sub-relatoria vão ouvir, na sala 19 da ala Alexandre Costa, o proprietário da corretora Stocklos, Lúcio Bolonha Funaro. Na mesma reunião, a sub-relatoria ouvirá representantes da corretora Cruzeiro do Sul - Ângela Celeste de Almeida Costa, Luís Felipe Índio da Costa, Luís Octávio Azevedo Lopes Índio da Costa e Luiz Fernando Pinheiro Guimarães de Carvalho - e o representante da corretora Brasil Central Cláudio Roberto Seabra de Almeida. A Cruzeiro do Sul e a Brasil Central são acusadas de fazerem parte do esquema de fabricar prejuízos nas contabilidades dos fundos de pensão para beneficiar políticos aliados ao governo.
Funaro é suspeito de ter participado de operações lesivas a vários fundos de pensão. Ele foi o criador da Guaranhuns, empresa offshore utilizada no esquema do empresário Marcos Valério de Souza para repassar recursos de caixa dois do PT para o PL. Até o ano passado, ele possuía transações financeiras com a Guaranhuns, o que levou a CPMI a suspeitar que ainda seja o responsável pela empresa. A Stocklos, por sua vez, é suspeita de ter se beneficiado em uma operação que causou prejuízo de aproximadamente R$ 32 milhões à Previ (entidade de previdência dos funcionários do Banco do Brasil). Esses recursos, posteriormente, teriam sido enviados a partidos da base do governo. A Previ nega essas operações.
Acareação
Já na quinta-feira (9), deverá haver a acareação entre três ex-dirigentes do Nucleos (fundo de pensão dos funcionários da Eletronucelar): Paulo Roberto de Almeida Figueiredo, Fabiana Carneiro Carnaval e Gildásio Amado Filho. Segundo investigações da CPMI, o fundo teria acumulado perdas de R$ 34 milhões em operações malfeitas no mercado financeiro. Essa reunião está marcada para as 10 horas, na sala 19 da ala Alexandre Costa.
As informações são da Agência Câmara.
Confira os depoimentos prestados até agora

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home