.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

domingo, abril 16, 2006

Anastácio: Motorista bate e mata ciclista de oito anos

Fotos de Armando Anache/Pantanal News
Bicicleta usada pela menina Niglediane Silva de Almeida, 8, morta ao ser atingida pelo Gol branco, em Anastácio.

Gol branco dirigido por Angelo Vanderlei Rodrigues, 22, ficou com a lataria da frente amassada depois de bater na bicicleta e está recolhido na delegacia de polícia de Anastácio.
Angelo Vanderlei Rodrigues, 22, bateu numa bicicleta com o Gol que dirigia e matou Niglediane Silva de Almeida, 8. O acidente foi pouco antes das 19 horas, na Avenida da Integração, em Anastácio, cidade situada na margem esquerda do rio Aquidauana, a 135 quilômetros a oeste de Campo Grande.
Angelo descia a Avenida da Integração, dirigindo um Gol branco, HSD 4234, quatro portas, de uma locadora de Campo Grande, no sentido da BR-262 para o Centro de Anastácio. No cruzamento com a Rua Aziz Scaff, a menina Niglediane Silva de Almeida, 8, vinha pedalando a sua bicicleta, no sentido oeste-leste e, ao cruzar a Avenida da Integração, foi atingida na roda traseira pelo Gol.
Ela foi socorrida pelos bombeiros militares de Aquidauana, mas chegou morta ao Pronto Socorro Municipal. O seu corpo apresentava várias escoriações, segundo um dos médicos plantonistas.
O motorista do Gol, Angelo Vanderlei Rodrigues, permaneceu no local do acidente e tentou dar socorro à vítima. Segundo o policial militar de trânsito, Ricardo Garcia Barbosa, que esteve no local do acidente fatal, pessoas que passavam pela Avenida da Integração tiraram a bicicleta, o que dificultou a perícia. Nenhuma testemunha falou aos policiais militares.
O motorista do Gol, Angelo Vanderlei Rodrigues, trabalha numa empresa de Aquidauana e estava hospedado num hotel da cidade. O carro é alugado de uma locadora de Campo Grande. Ele informou aos policiais militares, ainda no local do acidente, que depois de bater com a bicicleta, manobrou o Gol no sentido contrário ao que estava, com o objetivo de prestar socorro à menina de oito anos. Um carro que vinha atrás parou e o motorista, que ele não conhece, socorreu a menina, que foi levada depois para o Pronto Socorro de Aquidauana.
Todo o local do acidente foi desfeito devido a essas movimentações.
Os policiais militares de trânsito levaram Angelo Vanderlei Rodrigues para a delegacia de polícia civil de Anastácio, onde deverá ser autuado em flagrante, por homicídio culposo - sem intenção de matar -, amanhã (17) de manhã, quando o delegado Evandro Corredato retornará ao expediente. O delegado Carlos Henrique Serafim, que também trabalha em Anastácio, está nesta noite na delegacia de Dois Irmãos do Buriti, a 40 quilômetros a leste de Anastácio.
Os agentes de polícia Jonilson e Paulo, de Anastácio, fizeram contato com o delegado Serafim, pelo telefone, e ele recomendou que o motorista do Gol branco ficasse detido até a amnhã de amanhã na delegacia, quando será ouvido em inquérito.
O advogado Luiz Egberg, de Aquidauana, acompanhou e prestou assistência ao motorista detido em flagrante a acusado da morte da menina de oito anos. Egberg conversou pelo telefone com o delegado Serafim, mas este não permitiu o relaxamento da prisão de Angelo Vanderlei Rodrigues.
O Código Nacional de Trânsito, consultado pelo advogado Egberg, na delegacia, prevê que o homicídio culposo, em decorrência de acidente de trânsito, tem pena de dois a quatro anos de detenção. Nesse caso, cabe o flagrante, com fiança a ser estipulada pelo delegado de polícia que presidirá o inquérito.
No Pronto Socorro de Aquidauana, os pais da menina morta no acidente, Dignei Marcos do Carmo e Dalva da Silva Dorcelino, ficaram chocados com a notícia da morte da filha. A avó, que chegou minutos depois, desmaiou ao descer de uma ambulância e foi atendida no setor de emergência.
Alguns parentes, vizinhos e amigos de Niglediane Silva de Almeida, 8; e dos seus pais, estavam revoltados com a forma da sua morte. Dois tios foram, numa moto, até a delegacia de Anastácio,
para comprovarem se o motorista estava preso.
Cheguei à delegacia quando eles deixavam o local. Logo depois chegaram amigos e pessoas da empresa onde o motorista trabalha.
A preocupação dos policiais é com a segurança de Angelo Vanderlei Rodrigues, pois existe uma comoção devido à morte da menina de oito anos.
O advogado Luiz Egberg providenciou um colchonete, com manta e travesseiro, para que o seu cliente pudesse passar a noite na delegacia, em sala especial.
Perguntei ao advogado se ele poderia liberar o motorista para uma entrevista. Ele disse que não haveria problema. No entanto, Angelo Vanderlei Rodrigues preferiu não gravar entrevista, elegando estar muito abalado pelo acidente que causou a morte da menina de oito anos.
Disse apenas que lembra que descia a Avenida da Integração, quando viu um grupo de pessoas [eram familiares e a mãe da menina Niglediane Silva de Almeida] atravessando a Rua Aziz Scaff, perpendicular à ela. "Vi que todas as pessoas haviam atravessado a Avenida e segui em frente, mas aí apareceu na minha frente a bicicleta com a menina; a minha visão foi prejudicada pela falta de iluminação no local e, mesmo freando o carro, não foi possível evitar o choque com a roda traseira da bicicleta", explicou Angelo Vanderlei Rodrigues.
Ele fez o compromisso de dar entrevista para mim amanhã de manhã, na delegacia.
Logo mais publicarei as fotos do Gol branco e da bicicleta que era pedalada pela menina.
O estrago na lataria do capô do Gol foi grande. As duas rodas da bicicleta estão contorcidas, devido ao impacto com o carro.
Até há pouco, quando deixei a delegacia de Anastácio, o clima era de tranqüilidade. Policiais militares chegam a todo momento, com pessoas detidas nas ruas.

Roga-se a citação da fonte e o crédito ao fotógrafo, caso seja utilizado o material acima (vamos citar a fonte, caros colegas!)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home