.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

domingo, junho 04, 2006

Chegada da delegação leva multidão para a rua da pequena Konigstein

A delegação da Seleção Brasileira desembarcou às 23h15 (horário da Alemanha) de hoje no Aeroporto Internacional de Frankfurt. Os jogadores foram recebidos na pista do aeroporto por uma comissão da FIFA e por crianças vestidas com camisas de times de futebol, com galhardetes de flores amarelas - havia também muitos torcedores nos arredores do terminal especial para desembarque de delegações na Copa do Mundo. No ônibus oficial da Seleção Brasileira, estampando os dizeres "Este ônibus é monitorado por 180 milhões de corações brasileiros", escoltado por carros de polícia e por batedores de moto, a delegação seguiu em um percurso de 20 minutos até o Hotel Kempinski, a primeira concentração do grupo na Copa do Mundo da Alemanha. Ao entrar na pequena localidade de Konigstein, onde está o hotel, a surpresa. Mesmo os jogadores consagrados, habituados ao assédio em todas as partes do mundo, ficaram admirados com a grande recepção que tiveram. Já passava da meia-noite, na segunda-feira, em uma cidade pacata, acostumada a dormir cedo, mas havia uma pequena multidão na rua, a saudar efusivamente os jogadores. Torcedores, alguns brasileiros, mas a maioria alemães, gritavam entusiasmados à passagem dos ônibus. Os bares e restaurantes, todos enfeitados com bandeiras do Brasil, faixas com dizeres de incentivo, não faltou até uma desajeitada batucada por parte de um grupo de moradores. No trajeto, antes de entrar na cidade, uma cena que emocionou os jogadores: uma menina, em cadeira de rodas, agitava uma pequena bandeira do Brasil. Na chegada ao Hotel Kempinski Falkenstein, mais uma surpresa que, de início, os jogadores demoraram um pouco para entender. Reunidos na portaria, os funcionários recepcionaram os jogadores com um canto que há alguns anos se ouvia nos estádios brasileiros. - Ah, eu estou maluco!, ah estou maluco! - repetiam com forte sotaque os alemães, alguns tocando chocalhos. A Seleção Brasileira chegara, finalmente, ao cenário e no país da Copa do Mundo. Imediatamente, foi servido o jantar, em um dos restaurantes do belo Kempinski Hotel Falkenstein.
Fonte: CBF News

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home