.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

sábado, março 01, 2008

Morre o radialista Haroldo de Andrade

Foto: Agência O Dia
Morreu, às 15h (14 h em Mato Grosso do Sul) deste sábado, o radialista Haroldo de Andrade, de 73 anos. Ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva do Hospital Pró-Cardíaco, na Zona Sul do Rio, desde 19 de janeiro. Ele deixa oito filhos. O velório será na capela A, do Cemitério do Caju, zona portuária. O sepultamento está marcado para as 11h.

Segundo o boletim médico divulgado pela assessoria do hospital, o comunicador morreu de falência múltipla dos órgãos. Ele sofria de diabetes, problemas no coração, insuficiência renal e também era hipertenso.

Obituário

Nascido em 1° de maio de 1934, Haroldo era natural de Curitiba, Paraná. A vocação para trabalhar no rádio se revelou logo cedo. Quando criança, começou a trabalhar no serviço de alto-falantes de um parque de diversões em sua cidade natal. Foi nesta ocupação que foi convidado para atuar em uma estação radiofônica.

O sucesso veio da década de 50, quando Haroldo trabalhou na Rádio Mauá do Rio. Na emissora, ele lançou o Musifone, o primeiro programa interativo do rádio brasileiro. A atração logo alcançou o primeiro lugar na audiência.

Na TV, o comunicador atuou nas emissoras TV Excelsior, TV Tupi e na TV Globo.

Haroldo marcou gerações de ouvintes cariocas com o seu programa matinal na Rádio Globo, onde ele ficou até julho de 2002.A saída da Rádio Globo não o desanimou. Haroldo vendeu sua empresa de marketing e fundou a sua própria emissora, a Rádio Haroldo de Andrade - 1060 AM. Inaugurada em novembro de 2005, a Rádio logo conquistou uma posição de destaque no ranking das emissoras AM no Rio de Janeiro.

A partir de 2007, diversos problemas de saúde obrigaram Haroldo de Andrade a se afastar dos microfones. Após um breve retorno ainda naquele ano, a necessidade da colocação de um marca-passo e problemas decorrentes da diabetes afastaram definitivamente o comunicador dos microfones.

Fonte: Jornal "O Dia"

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home