.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

terça-feira, abril 29, 2008

CPOR Rio, 81 anos: Passado, presente e futuro juntos

O blog recebe e publica reportagem sobre o aniversário do CPOR, enviada pelo colega deste blogueiro - também formado pelo CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva) do Rio de Janeiro -, tenente R/2 Mergulhão, da turma de Artilharia de 1965:

Passado, presente e futuro juntos... Imprimir
Escrito por Ten Mergulhão (*)
29 Abr 2008

Oficiais R/2 abrem o desfile. O passado de volta

O aniversário de 81 anos do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva
do Rio de Janeiro juntou em uma mesma cerimônia o passado quando
uma representação de Oficiais R/2 ex-Alunos do Centro abriram o desfile,
o presente, com o desfile tradicional da tropa e o futuro quando o desfile
foi fechado por um grupamento do Projeto Criança Cidadã e uma
centena de pequenos alunos da Escola Municipal Bahia, vizinha deste
Estabelecimento de Ensino.

Na Av Brasil, diante dos muros do CPOR/RJ, a inauguração do busto do Ten Cel Correia Lima

O aniversário ocorreu no dia 22 que, além de espremido em um feriadão
carioca, o Cel Juliano, Comandante do CPOR/RJ, estava em um curso
de imersão do DEP no Centro General Airosa, em Itaipava. Por este motivo,
foi comemorado na terça-feira dia 29 de abril.

A Banda de Música do @º RCG espremida na calçada na Avenida de grande movimento

Muitos ex-Alunos desde cedo já chegavam à Associação. Perto das nove
horas, o neto do nosso patrono e fundador (Tenente-Coronel Luiz de
Araujo Correia Lima), Cel Ref Mario Correia Lima chegava e era
recebido pelo Comandante. Na hora combinada, todos descemos até a
calçada externa, na Avenida Brasil, onde, em função do alto tráfego
do local, nos esprememos para a inauguração do busto do Ten Cel Correia
Lima, que no meu tempo de Aluno ficava diante do quartel que hoje é o
Museu Militar Conde de Linhares na entrada da Quinta da Boa Vista em
São Cristóvão. Com a mudança para a mesma rua, onde hoje funciona
o I Batalhão de Guardas o busto foi mais uma vez mudado, pois tem de
ficar em praça pública. Depois com a mudança novamente do CPOR/RJ
foi recolhido pela Prefeitura e hoje resgatado.

Cap Luna e o Cel Juliano, Cmt do CPOR/RJ

Em uma cerimônia breve onde o Major Guilherme, armado de fuzil, tinha
de nos cobrir, o Comandante disse algumas palavras e em seguida
convidou a esposa, D. Elizete, a descerrar em companhia do neto do
fundador seu busto. A banda de música do II Regimento de Cavalaria
de Guardas da Vila Militar tocou um exórdio e voltamos para a proteção
do interior do quartel para aguardar o horário da formatura, prevista para
dez horas.

Cel Correia Lima e D. Elizete descobrem o busto do Ten Cel Correia Lima...

Muitos Comandantes de OM e autoridades chegavam e eram levados ao
Gabinete do Comandante. A tropa em forma no pátio Major Apollo
Miguel Rezk onde, em lugar de destaque, uma guarda formada por
Oficiais R/2, ex-Alunos do Centro, montavam guarda ao busto de nosso
herói que também dá nome ao pátio de formaturas.

Comandante, esposa e o neto do homenageado, ladeado pelos Oficiais R/2, ex-Alunos do Centro criado pelo Ten Cel Correia Lima em 1927

Na hora marcada o Comandante acompanhado de seus convidados foi
anunciado pelo Capitão Luna e se dirigiu ao palanque. Eu, como presidente
da Associação, os acompanhei. As fotos, como sempre, ficaram por conta
da Mergulhinha.

Maj Guilherme dando cobertura. Sempre haverá uma Cavalaria!

Em forma, ao lado da tropa, os adolescentes do Projeto Criança Cidadã.
Na sombra da varanda do refeitório, os pequeninos da Escola Bahia.
Uma centena de pequenos, todos com bandeirinhas do Brasil nas mãos.

Guarda ao busto do Major Apollo, formada por Oficiais R/2

Após o Major Leite, Subcomandante do CPOR/RJ, apresentar a tropa
pronta, foram prestadas as honras militares ao Cel Juliano Bruno de Almeida
Cardoso, Comandante do Centro. Os Oficiais Generais do DEP, DFA
e demais diretorias, estavam no Forte de Copacabana, pois, em mesmo
horário, estava ocorrendo a passagem da Chefia da Diretoria de Assuntos
Culturais do General Beraldo para o General Juarez.

Comandantes de Organizações Militares agraciados pelo Cmt do CPOR/RJ

Em seguida, vários Comandantes de Organizações Militares receberam
Diploma das mãos do Comandante. Depois que voltaram ao palanque,
paraninfo e agraciados, este Presidente da Associação dos Ex-Alunos
do CPOR foi convidado a fazer a leitura de um texto alusivo ao nosso
patrono e fundador.

Paraninfo e agraciados
LEIA AQUI NA ÍNTEGRA O TEOR DO TEXTO ALUSIVO
Ten Mergulhão lê o texto alusivo ao Ten Cel Correia Lima e a criação do CPOR/RJ em 1927

Após a leitura do texto, voltei ao palanque onde fui cumprimentado pelo
tenente-coronel Haroldo, Comandante da Escola de Saúde do Exército
e amigos como o Ten Cel Laport, ex-subcomandante e hoje Ajudante de
Ordens do General Macedo, Diretor de Formação e Aperfeiçoamento,
Major Magnus, também da DFA e o Major Feital, S/3 do I DSup.

Cel Correia Lima e Cel Juliano colocam flores no busto do nosso patrono

Em seguida, o Comandante acompanhado do Cel Correia Lima, neto do
patrono, colocou flores no busto do homenageado.
Assim que voltaram ao palanque, o Cap Luna anunciou o nome de
vários convidados que também foram homenageados com Diplomas
de Amigos do CPOR/RJ.

Oficiais R/2 abrem o desfile da tropa - o passado...

Tão logo voltaram ao palanque, todos entoamos a canção dos CPOR,
letra e música do Coronel José Ventilei Sobrinho. A tropa diante de nós
no palanque cantou com tanta vibração que ouvi elogios depois de
diversos Comandantes presentes...

Alunos desfilam com garbo e vibração: o presente!

Nós somos a reserva atenta e forte,
Em guarda à egrégia Pátria Brasileira;
Dispostos a lutar até morrer,
Unidos em defesa da bandeira.

Reforçando os da ativa na batalha
Com glória, com orgulho excelso e ledo,
Iremos ao encontro da metralha,
Com viva fé, sem mácula e sem medo.

Eia, avante, com alma ungida e pura!
Em defesa da nossa Pátria amada,
Na honradez, no civismo e na bravura,
Afiemos nossa espada!

Honremos a memória de alto nível
Do nosso fundador, patrono e guia,
Padrão de militar inconfundível
Espírito de nobre hierarquia.

Imitemos com religiosa estima,
Com fibra, com heróica devoção,
O bravo Coronel Correia Lima,
Exemplo de soldado e cidadão.


Eia, avante, com alma ungida e pura!
Em defesa da nossa Pátria amada,
Na honradez, no civismo e na bravura,
Afiemos nossa espada!


Crianças fecham o desfile: o futuro!

Após o canto, ouvimos as palavras do nosso Comandante após
o qual, o Capitão Luna anunciava: “- Convidamos os Oficiais R/2,
ex-Alunos deste Centro a iniciarem o desfile em continência ao Comandante”.
A Banda do 2º RCG iniciou uma marcha e, enquanto a tropa fazia a
costumeira evolução para se posicionar no início do pátio, os Oficiais
R/2 deixaram a sua posição no busto do Major Apolo e formaram
em colunas por três. Desci do palanque, assumi o comando do
grupamento e lá fomos nós nos posicionar ao lado do Estado-Maior.

Os pequenos da Escola Municipal Bahia

E mais uma vez, com o passado abrindo o desfile e fazendo parte da
história desses jovens Alunos, a elite do serviço militar obrigatório,
desfile este encerrado pelo futuro, naquela garota que, quem sabe, um
dia estará também desfilando neste pátio e ostentando com orgulho e
vibração a boina verde-oliva, o símbolo do soldado.

Depois do grande desfile, os pequenos se deliciam com cachorros-quentes e refrigerantes.

Terminado o desfile, foi servido no refeitório um coquetel e a Mergulhinha
foi lá fotografar os pequenos que, em outro refeitório se deliciavam com
cachorros-quentes...

O busto do patrono de volta à Casa do R/2


(*) Mergulhão, 2º Ten R/2 Art CPOR/RJ tu 65

*Presidente da Associação dos Oficiais da Reserva do Exército - RJ - AORE - RJ
*Vice-Presidente do Conselho Nacional dos Oficiais da Reserva -
CNOR
*
Grão Mestre Mor da Ordem dos Cavaleiros do Esquadrão Ten Vaz - OCETV

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home