.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

sexta-feira, junho 13, 2008

Bombeiros fiscalizam a venda de fogos de artifício

Fotos: Reinaldo Bezerra/Pantanal News
Comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Aquidauana, capitão Rampazo, diz que apenas uma loja está autorizada a vender fogos de artifício

O Corpo de Bombeiros Militar de Aquidauana - 135 quilômetros a oeste de Campo Grande - fiscaliza a venda de fogos de artifício em todo o município e também em Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Bodoquena e Miranda, 70 quilômetros a oeste.
"Em Aquidauana, apenas uma loja está autorizada; nela, as pessoas podem comprar fogos de artifício, exigindo a nota fiscal que, em caso de acidente, é uma garantia ao consumidor dos produtos", disse o comandante do 1º Subgrupamento do Corpo de Bombeiros Militar de Aquidauana, capitão Rampazo.
Ele disse que as pessoas, nesta época de festas juninas e julinas, devem evitar comprar fogos de artifício de ambulantes, barraqueiros e outras pessoas não autorizadas.

Capitão Rampazo e cabo Daniel alertam sobre os perigos de acidentes com fogos de artifício, durante entrevista ao Programa Armando Anache, na manhã de hoje

O capitão Rampazo orienta os pais, que devem estar ao lado dos filhos menores de idade, no momento da compra dos fogos de artifício, mesmo que seja uma simples bombinha, conhecida como "traque" e que causa um pequeno estouro, quando jogada ao chão.
"A loja credenciada não pode vender fogos de artifício aos menores de idade desacompanhados dos pais", informou o capitão Rampazo.
O comandante dos bombeiros de Aquidauana pediu à população que auxilie a instituição, enviando denúncias pelo telefone 193, principalmente nestes meses de junho e julho. "É impossível ao Corpo de Bombeiros estar em todos os lugares ao mesmo tempo; por isso, é muito importante a participação da comunidade, até mesmo no caso de festas juninas em bairros, para que possamos fazer uma inspeção prévia, com o objetivo de colaborar com o evento e evitar acidentes, inclusive com fogueiras", afirmou o capitão Rampazo.

Blogueiro Armando Anache, capitão Rampazo e cabo Daniel, no Estúdio "A" da rádio Independente




O relações públicas do Corpo de Bombeiros de Aquidauana, cabo Daniel, disse que, nesta madrugada, uma equipe de plantão - auxiliada por militares que estavam de folga - foi com um caminhão pipa até a fazenda Fortaleza, na Estrada do Taboco, a 40 quilômetros do Centro, para apagar um incêndio num caminhão carregado com carvão. "O caminhão estava estacionado, próximo à casa da fazenda, que estava a quatro metros e quase foi atingida pelas chamas; a pronta ação dos bombeiros evitou maiores prejuízos", disse o cabo Daniel.
Sobre a origem do fogo, o capitão Rampazo informou que tudo leva a crer que foi uma fatalidade. "Talvez uma fagulha ou um problema elétrico tenha causado o incêndio, que consumiu todo o caminhão e também a carga de carvão", disse.
As entrevistas com o comandante do Corpo de Bombeiros de Aquidauana, capitão Rampazo; e com o relações públicas, cabo Daniel, foram feitas ao vivo, durante o Programa Armando Especial - "Debates Populares", das 10h30 ao meio-dia, na rádio Independente.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home