.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, maio 01, 2013

Rádio Independente comemora 51 anos

Fundadores relembram a inauguração da "Emissora do Martelinho"

Jornalistas Armando Anache (à esquerda) e Antônio Garcia

comemoram os 51 anos da INDEPENDENTE



















A rádio INDEPENDENTE comemora 51 anos. Ela foi inaugurada pelo casal Emígdia e Antônio Garcia, conhecido como "jornalista 120", numa alusão ao seu número de registro profissional, no antigo estado de Mato Grosso integrado. "Foi às 19h30 daquele Dia do Trabalhador de 1962, há 51 anos, que levantamos definitivamente a torre da rádio INDEPENDENTE, com 46 metros de altura e instalada na Vila Cidade Nova, mais acima do Bairro Alto, onde fica atualmente o Parque de Transmissores", diz Antônio Garcia em entrevista ao vivo, durante o Programa Armando Anache, das 6h às 11h.

O primeiro transmissor, mantido até hoje pela Organização Armando Anache, tinha 250Watts de potência.
"O estúdio da rádio INDEPENDENTE ficava na área da torre, pois naquele ano de 1962 ainda não tínhamos uma linha, para interligar o estúdio -em outro endereço e longe do transmissor- e o Parque de Transmissores", explica o jornalista 120. Ele lembra de um detalhe: naquele ano da inauguração, a "Emissora do Martelinho" já possuía um estúdio, na rua Assis Ribeiro, no Bairro Alto, onde hoje está instalada uma Escola Cristã, próximo ao comerciante Tamashiro, na esquina com a rua Estevão Alves Corrêa. "Com o passar do tempo, conseguimos instalar uma linha, interligando o estúdio da rua Assis Ribeiro com o Parque de Transmissores, bem mais acima, na Vila Cidade Nova", diz Antônio Garcia. Depois, o Parque de Transmissores foi transferido para uma nova área, de uma quadra, ou 1,5 hectare, no mesmo Bairro Alto, onde já estava o estúdio e demais instalações da "Emissora do Martelinho", assim chamada pelo povo em geral, em uma alusão ao martelo e demais ferramentas usadas pelo militar da área de telecomunicações do Exército Brasileiro, Antônio Garcia. Com os seus conhecimentos em eletrônica, ele próprio montava os equipamentos da rádio. "Muito rústicos, às vezes, com a tecnologia que havia naquele ano de 1962, usando válvulas; mas, todos funcionavam muito bem, embora às vezes dava a impressão de ser, tudo aquilo, um grande gramofone", diz Antônio Garcia. Antes de montar a rádio INDEPENDENTE, Antônio Garcia trabalhou, durante sete anos, na rádio Difusora de Aquidauana, do pioneiro Elídio Teles de Oliveira. "Um grande amigo, com quem tive o prazer de trabalhar como locutor, redator, jornalista e técnico; foi com ele, na Difusora, que escrevi e fiz o roteiro da primeira radionovela feita na região", diz Antônio Garcia, que nasceu em Campo Grande, então Mato Grosso, e passou por Ponta Porã e Bela Vista, antes de fixar residência em Aquidauana, 135 quilômetros a oeste da Capital do atual Mato Grosso do Sul.

Depois do estúdio na rua Assis Ribeiro, veio o novo Edifício Garcia, na rua José Bonifácio 616. No térreo funcionava a rádio INDEPENDENTE. No andar superior, morava e ainda mora, nos dias atuais o casal Garcia.
Em 1985, o "jornalista 120", ao lado da sua mulher, dona Tota, resolve se desfazer da rádio INDEPENDENTE. Ela passa, então, à Organização Armando Anache. Em 1988, o então deputado estadual Armando Anache -empresário e radiodifusor desde 1967- compra um novo transmissor, com potência de 10kW. É construído e inaugurado, naquele mesmo ano, o prédio do Parque de Transmissores, no Bairro Alto. Uma nova torre, com 72 metros de altura, é instalada. A frequência da emissora, até então operando em 1530kHz, passa para 1020kHz, proporcionando maior alcance.
Em 1991, entra em operação, nas ruas de Aquidauana, Anastácio e região, o "Vermelhinho da INDEPENDENTE", carro de reportagem dotado de transceptor em VHF, pioneiro na região em uma época sem telefonia móvel celular.

Em 1.º de maio de 1994, a inauguração do Estúdio "A", no ar, com os
convidados vice-prefeito de Aquidauana, Alex Mello; radialistas Ferreira
da Silva e Mauro Ortiz, Tereza Cristina, jornalista Armando Anache;
prefeito de Anastácio, Cláudio Valério (com o microfone); diretora da
rádio Clube,Laurita Anache; advogado Ivan Trindade e esposa; e o
empresário e deputado Armando Anache (à direita, com os braços
cruzados)


















No ano de 1994, é montado o novo Estúdio "A", no ar, no novo endereço da INDEPENDENTE. Próximo ao Edifício Garcia, onde estava instalada, a rádio é transferida para a rua 15 de Agosto 98, no Bairro Alto, onde permanece até hoje. O jornalista Armando (Armandinho) Anache trouxe todos os equipamentos do Rio de Janeiro, onde havia estudado engenharia eletrônica e jornalismo. Com colegas de trabalho, do Sistema Globo de Rádio -um engenheiro eletrônico e um ex-operador responsável pela Central Técnica da Globo- e com o técnico e então diretor da Embratel em Corumbá, Pedro Santana Julio, montou o novo estúdio, com novas tecnologias até então inexistentes no Mato Grosso do Sul.
No ano 2004, a rádio INDEPENDENTE torna-se a primeira emissora do Mato Grosso do Sul afiliada à Rede Jovem Pan Sat, a maior do Brasil.

Parque de Transmissores da rádio INDEPENDENTE, no Bairro Alto,
em Aquidauana (MS)


















Em 2007, um novo transmissor auxiliar é comprado em São Paulo. A rádio INDEPENDENTE novamente é pioneira em equipamentos de última geração: o transmissor é todo em estado sólido, sem as válvulas que eram usadas antigamente, nos módulos de potência e modulação de áudio.
A INDEPENDENTE também foi a primeira emissora de rádio da região do Pantanal Sul a transmitir a sua programação via internet. Mais recentemente, também foi a pioneira em transmissões via telefone móvel celular, por meio dos "smartphones". Os aplicativos estão à disposição dos ouvintes e internautas, no Portal Pantanal News.
Do Rio de Janeiro, na manhã deste dia 1.º de maio de 2013, o diretor-presidente da Organização Armando Anache participou do programa apresentado pelo seu filho, com o mesmo nome. Disse da satisfação de ter, no estúdio principal da INDEPENDENTE, o fundador Antônio Garcia. "Um pioneiro, um homem de fibra e com muita determinação que, ao lado da sua esposa, dona Tota, foi e ainda é um grande vencedor, pois está entre nós, vendo os avanços da sua querida filha, a 'Emissora do Martelinho', que completa 51 anos neste dia que é de todos nós, o Dia do Trabalhador", disse Armando Anache, 82 anos, pelo telefone.











Durante o programa especial, foram lidas mensagens do "jornalista 120" Antônio Garcia, que fez questão de lembrar o 'slogan' da emissora, desde os tempos da sua inauguração: "Uma emissora a serviço do bem". Os ouvintes acompanharam o lançamento do novo CD do cantor e compositor Paulinho Mocidade, do Rio de Janeiro, grande amigo e irmão do jornalista e radialista Armando Anache. Ouvintes cumprimentavam a rádio INDEPENDENTE, por meio dos telefones. O presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação do Estado do Mato Grosso do Sul), Roberto Magno Botarelli -grande amigo da "família INDEPENDENTE"- telefonou para o celular do jornalista Armando Anache e, direto de Três Lagoas (MS), na divisa com o estado de São Paulo, onde se encontrava, fez questão de cumprimentar todos os companheiros da "Emissora do Martelinho"; além dos professores, pelo Dia do Trabalho.

Rádio INDEPENDENTE/Arquivo - 18 abr 2007
Empresário Armando Anache (à esquerda) recebe, na INDEPENDENTE,
o seu amigo e ex-colega da Assembleia Legislativa, prefeito de Anastácio,
Cláudio Valério (à direita) com o seu vice Gauchinho



















Pelo Facebook, a rádio INDEPENDENTE recebeu os cumprimentos, durante o programa, dos colegas editor-adjunto do jornal "O Pantaneiro", Rhobson Tavares Lima; e Regina e Aládio Jorge Aranda, do site de notícias "AquidauanaOnline". Também o secretário de Planejamento da Prefeitura de Aquidauana, Archibald Lafayette Stockler Macintyre, o Mac, escreveu uma mensagem, no Facebook, felicitando a emissora pelos 51 anos.
No fim do Programa Armando Anache, a vidente Flor do Pantanal fez uma apresentação com o violão, interpretando duas músicas de sua autoria, ao vivo. Para encerrar, os ouvintes curtiram um "pout-pourri" de sucessos do cantor e compositor Paulinho Mocidade.

Leia mais, sobre a rádio INDEPENDENTE, clicando 

AQUI: http://bit.ly/16poIi5 e

AQUI: http://bit.ly/160vX04

No Facebook: https://www.facebook.com/RadioIndependente

Ouça ao vivo e/ou baixe o aplicativo para ouvir no seu celular: http://www.pantanalnews.com.br/index.php

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home