.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, setembro 13, 2006

MS: Exército não fechou a fronteira com o Paraguai

Atenção, atenção!
Plantão especial do Blog do Armando Anache

A fronteira do Brasil com o Paraguai, aqui em Mato Grosso do Sul, não foi fechada, em nenhum momento, pelo Exército Brasileiro. Eu conversei há pouco com o assessor de comunicação social do CMO (Comando Militar do Oeste), major Raul Roberto Martins Santos, que informou tratar-se apenas de um exercício normal, com militares de todas as unidades do Exército sediadas em Mato Grosso do Sul.
O treinamento, cuja denominação oficial é "operação de garantia da lei e da ordem", é feita normalmente na área de fronteira. São 1.200 homens, com armamento individual completo e contando com o apoio, dentre outros, de carros blindados - os "tanques de guerra" - da 4.ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Brigada Gauicurús) e militares e veículos da 18.ª Brigada de Infantaria de Fronteira (Brigada Ricardo Franco), sediada em Corumbá, na fronteira com a Bolívia.
O exercício, feito nas áreas dos municípios de Amambai, Iguatemi, Paranhos e Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul; tem como objetivo o preparo dos militares, de todas as armas e serviços, no combate ao tráfico de drogas, contrabando de armas e ilícitos em geral na fronteira do Brasil com o Paraguai.
A mesma informação, de que não há fechamento da fronteira, foi confirmada há pouco, ao blog, pelo telefone celular, pelo chefe da seção de comunicação social da "Força de Contingência Oeste"- nome da unidade que realiza os exercícios na fronteira - capitão de Infantaria Júlio César Pinto de Souza, que se encontra na área dos exercícios militares, que foram iniciados na segunda-feira (11) e terminarão no sábado (16).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home