.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

segunda-feira, setembro 18, 2006

PF marca acareação entre suspeitos de negociar dossiê

Notícia de Bruno Bocchini e Aloisio Milani, repórteres da Agência Brasil:
Brasília - A Polícia Federal de Cuiabá confirmou para a manhã de amanhã (19) uma acareação entre os quatro suspeitos de tentar negociar documentos que envolveriam políticos nas fraudes da compra superfaturada de ambulâncias. São eles: o ex-agente da PF Gedimar Pereira Passos e o filiado ao Partidos dos Trabalhadores Valdebran Padilha, que seriam os compradores de imagens, além do empresário Luiz Antonio Vedoin e seu tio Paulo Roberto Trevisan, que embarcaria de Cuiabá para São Paulo para vender o material.
Na sexta-feira, a PF apreendeu imagens de vídeo, uma agenda e fotografias que poderiam envolver políticos no esquema de compra superfaturada. A prisão temporária dos quatro vence amanhã (19). Caso seja necessário, o Ministério Público pode pedir novamente a prisão preventiva para os acusados.
As imagens do dossiê mostravam uma solenidade de entrega de 40 ambulâncias em que apareceriam o candidato ao governo do estado de São Paulo José Serra (PSDB-SP), os deputados Lino Rossi (PP-MT) e Pedro Henry (PP-MT), o ex-governador Dante de Oliveira e o candidato ao governo de Mato Grosso Antero Paes de Barros (PSDB-MT).
Após os depoimentos dos dois detidos em São Paulo, a PF confirmou que um deles acusou o integrante da Secretaria Particular do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o assessor Freud Godoy, de intermediar a compra. Godoy compareceu à superintendência da Polícia Federal em São Paulo e negou as acusações.
A Polícia Federal fez uma acareação entre o assessor da Presidência e o ex-agente da PF. Segundo o advogado, Gedimar não quis se pronunciar nem confirmar qualquer acusação sob a justificativa que não teria tido acesso ao inquérito. Na seqüência, o advogado ironizou os depoimentos contra Freud. “As acusações muito mais se assemelham a de uma pessoa desesperada que está presa em uma situação difícil e procura aprontar com outras pessoas.”

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home