.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quarta-feira, abril 16, 2008

Companhia Haiti treina em Aquidauana


Militares da Companhia de Engenharia Haiti treinam tiro ao alvo com pistolas 9 milímetros, no stand do Batalhão Carlos Camisão
(Fotos: Divulgação 9º BEC)

Os militares do Exército Brasileiro, que integram a Companhia de Engenharia Haiti, treinam no 9º Batalhão de Engenharia de Combate, em Aquidauana, 135 quilômetros a oeste de Campo Grande.

Militares da Companhia de Engenharia Haiti, vindos de várias regiões do Brasil, desembarcam em Aquidauana




No dia 4 de abril, chegaram os primeiros militares. No dia 11, foi a vez da recepção ao Estado-Maior da Força de Paz. O comandante da Companhia ainda não está em Aquidauana.

No interior do Batalhão Carlos Camisão, os futuros integrantes da Missão de Paz no Haiti recebem os cumprimentos dos colegas do Exército

No desembarque em Aquidauana, todos foram recepcionados pelo subcomandante da Companhia de Engenharia Haiti, major Ramalho; e pelo oficial de ligação do Batalhão Carlos Camisão, capitão Hisatugo.

Os "capacetes azuis", como são conhecidos os integrantes da Força de Pa da ONU, perfilados no stand de tiro do 9º BEC






No período de 9 de abril a 9 de maio, os militares selecionados para integrar o 7º contingente da Companhia de Engenharia de Força de Paz, que integra a Missão de Paz no Haiti (Minustah) - que atua em Porto Príncipe, no Haiti - ficarão alojados nas instalações do Batalhão Carlos Camisão.

Militares da Minustah treinam tiros de pistola calibre 9 milímetros, no interior do 9º BEC







Todos têm treinamentos específicos, conforme recomendação específica da ONU (Organização das Nações Unidas).

Na chegada ao Batalhão Carlos Camisão, os militares da Companhia de Engenharia Haiti desfilam no pátio da unidade




Os militares - que fazem treinamentos de tiro, no stand do 9º BEC; e de controle de tráfego urbano e segurança de instalações civis, como centrais de tratamento de água, de fornecimento de energia elétrica - foram rigorosamente selecionados, entre cerca de 300 voluntários.

No desfile interno, no 9º BEC, os militares da Companhia de Engenharia Haiti portam os FALs (Fuzis Automáticos Leves), calibre 7,62, que usarão no Haiti


São oficiais e praças de 45 unidades do Exército Brasileiro, vindos de todas as regiões do país.

Em instalações civis de Aquidauana, os militares da Minustah simulam situações de observação e defesa de centrais elétricas e de tratamento de água, existentes em Porto Príncipe

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home