.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

quinta-feira, abril 10, 2008

Anastácio: Antes dos aumentos dos salários dos vereadores e secretários, o blog publicava há um ano

Quarta-feira, Março 28, 2007


Anastácio: Empresa contratada por R$552 mil já prestava serviços à prefeitura


A empresa contratada por R$522 mil, pelo prefeito de Anastácio, Cláudio Valério, já prestava serviços ao município

É o que comprova o "Extrato de Termo Aditivo N.º 003 ao Contrato N.º 013/05", publicado em jornal de circulação regional, com sede em Aquidauana, que autorizou o pagamento de mais R$13.250,00; que o blog reproduz abaixo:

EXTRATO DO TERMO ADITIVO N. 003 ao CONTRATO N. 013/05,
celebrado entre o Município de Anastácio - MS e a empresa "Y" (o nome real foi retirado pelo blog) ASSESSORAMENTO E CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA.
CONTRATANTE: "O MUNICÍPIO DE ANASTÁCIO", CNPJ n. 03.452.307/0001-11, representado pelo Prefeito Municipal, o Sr. Cláudio Valério da Silva.
CONTRATADA: "Y" ASSESSORAMENTO E CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA, CNPJ n. "X", representada por seu sócio-proprietário, Sr. "X. Y." (o nome real foi retirado pelo blog)
OBJETO: prorrogar o presente contrato por mais 01 (um) mês, ficando, em conseqüência alteradas as cláusulas terceira, item 3.1 e quarta, item 4.2.
DO AMPARO LEGAL: O presente Termo Aditivo está alicerçado na regra expressa no artigo 57, inciso II, da Lei Federal n. 8.666/93.
VALOR DO ADITIVO: R$ 13.250,00 (treze mil, duzentos e cinqüenta reais).
DAS RATIFICAÇÕES: Ficam inalteradas as demais cláusulas.
PARECER JURÍDICO: Assessor Jurídico - Péricles Garcia Santos
ASSINATURAS: Cláudio Valério da Silva, Airton Falchembak, Ernandes Peixoto de Miranda e Vilson Zanqueta.
Anastácio - MS, 09 de janeiro de 2007.
Cláudio Valério da Silva-Prefeito Municipal

Comentário do blog: Salvo melhor juízo dos mais doutos - e este blogueiro não é advogado, nem promotor, delegado ou juiz; apenas um repórter -, o número do contrato original (013/05) indica que ele foi firmado, originalmente, no ano de 2005.
Pode-se deduzir, portanto, que desde 2005 a "empresa de assessoramento e consultoria empresarial" presta serviços à prefeitura de Anastácio, 135 quilômetros a oeste de Campo Grande, cujo ordenador de despesas é o prefeito Cláudio Valério (PTB).
Neste ano de 2007, a empresa em questão ganhou uma nova licitação, promovida pela prefeitura de Anastácio, e receberá, pelos serviços prestados na área de tributação e arrecadação de ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza), um total de R$522 mil, pagos em três anos de vigência do contrato assinado pelo prefeito Cláudio Valério.

Para entender o caso, desde o início, clique AQUI

Marcadores: , ,

posted by Armando de Amorim Anache | 3/28/2007 07:23:00 AM

Comentário do blog em 10 de abril de 2008: Transcorrido um ano e 13 dias, até agora não se tem notícia de alguma investigação feita, pelas autoridades competentes, sobre este caso.
Este blogueiro, que repete não ser delegado, policial, advogado, promotor, procurador ou juiz - mas apenas um simples repórter -, cumpriu com a função social do jornalismo, publicando os fatos.
Para ler mais sobre este tema, veja as reportagens do blog, acessando o arquivo (Archives) do fim de março e abril de 2007.
Em Campo Grande, um caso similar a este foi alvo de investigação, com inquérito instaurado, processo na Justiça e sentença escrita pelo juiz, que chamou de "assalto aos cofres públicos", ou algo parecido, contrato idêntico firmado pela prefeitura da Capital.
Veja, abaixo, a cópia da publicação do contrato feito pela Prefeitura de Anastácio, na administração do professor e prefeito Cláudio Valério da Silva:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home