.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

terça-feira, maio 20, 2008

TV Globo iniciará cobertura das eleições em agosto

Do ex-blog do prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia:

CAMPANHA DE 2008 COM CRONOLOGIA ATÍPICA!

1. Depois de alguns anos, iniciando a cobertura diária
da campanha no dia 5 de julho, a TV Globo decidiu iniciar
este ano em 1º de agosto. É um reflexo natural da
inexistência de pré-campanha, produto do noticiário forte
desses meses, especialmente o caso da tragédia da menina,
a dengue, cartonagem, terremoto... e como cenário, o
atraso na definição de candidaturas e alianças pelo
Brasil todo.

2. O uso da TV em campanha começa dia 19 de agosto.
Mas as Olimpíadas esse ano, irão do dia 8 a 25 de agosto.
A cobertura aquece uma semana antes e só desaquece uma
semana depois com a chegada dos atletas a exaltação das
vitórias e as explicações dos fracassos. Portanto durante
o mês de agosto, atipicamente, a atenção do eleitor estará
desfocada das eleições municipais.

3. No caso do Rio-Capital a pesquisa GPP que anotou semana
passada que metade dos eleitores erraram ao dizer
espontaneamente se haveriam e para que seriam as eleições
deste ano, é mostra da ausência de pré-campanha. E ainda
produz uma distorção nas pesquisas, na medida em que os
informados -hoje- estão nos níveis de renda e instrução
mais altos, elevando alguns pontos os candidatos com base
maior nesses segmentos.

4. Os comerciais dos candidatos/partidos, na TV, - e
nestes últimos dias apareceram intensamente os do PT, PV
e DEM- não mexeram com os patamares anteriores das pesquisas
no Rio, por exemplo,sublinhando a falta de pré-campanha.

5. Portanto, o que cabe aos candidatos é muito pé no chão,
sola de sapato, boca a boca, material manual, comício em
casa, micro-reuniões... etc... e esperar com calma...
quando setembro vier... semeando o máximo para irrigar,
mais tarde do que normalmente.

Comentário do blog: Aqui em Mato Grosso do Sul, o quadro geral não
é diferente do apresentado acima.
A Justiça Eleitoral, depois de receber muitas denúncias sobre
propaganda irregular, antes das convenções partidárias, que
serão realizadas de 10 a 30 de junho, proibiu quaisquer tipos de
reuniões com pré-candidatos a candidatos.
Estão proibidos, ainda, os famosos adesivos - vistos em campanhas
políticas anteriores - usados em carros, do tipo "Fulano de Tal 2008".
Com todas essas limitações, a cobertura do dia-a-dia dos pré-candidatos
a prefeito está prejudicada.
Enfim, como dizem os juristas, "Dura Lex Sed Lex", ou "A Lei é dura,
mas é a Lei."

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home