.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

terça-feira, março 25, 2014

Justiça proíbe Editora GDS de firmar contratos com o Poder Público

A Editora GDS, sediada em Aquidauana, 135 quilômetros a oeste de Campo Grande, está proibida de firmar contratos com o Poder Público, usando a rádio FM 100,9 MHz, conforme sentença publicada pelo juiz José de Andrade Neto.
Ele acatou denúncia feita pelo promotor José Maurício de Albuquerque, titular da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e Social de Aquidauana. A GDS, segundo relatado na denúncia e nos autos do processo, fez o arrendamento da programação diária, de segunda-feira a domingo, da rádio FM 100,9, com sede em Aquidauana e que tem como sócio majoritário o ex-prefeito e ex-deputado estadual Raul Freixes.

Freixes condenado

O Ministério Público, por meio do promotor José Maurício de Albuquerque, denunciou que, por ter sido condenado pela Justiça, Raul Freixes não poderia, por meio de empresas ligadas a ele, firmar contratos com o Poder Público. Assim, também a Editora GDS, arrendatária da concessão pública federal -o canal de rádio FM comercial na frequência de 100,9 MHz (Mega Hertz)- não poderia manter contrato com, por exemplo, a Câmara de Vereadores de Aquidauana, com o objetivo de transmitir as sessões ordinárias, nobres e extraordinárias, sempre ao vivo. A mesma proibição legal vale para todas as Câmaras e Prefeituras do Mato Grosso do Sul, incluindo os Governos do Estado e Federal.

Notificação de Prefeituras e Câmaras

Na sua sentença, datada de 24 de março de 2014, o juiz José de Andrade Neto determina que sejam notificadas da sua decisão -à qual cabe recurso, por ser de primeira instância- todas as Prefeituras do Mato Grosso do Sul, por meio da Assomasul (Associação dos Municípios do Estado do Mato Grosso do Sul); e as Câmaras de Vereadores, por meio da União das Câmaras de Vereadores do Mato Grosso do Sul.

Veja e leia, abaixo, o inteiro teor da sentença divulgada pelo juiz José de Andrade Neto, depois de denúncia feita pelo promotor José Maurício de Albuquerque:






0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home