.comment-link {margin-left:.6em;}

Blog do Armando Anache e "A luta de um repórter ..." http://aaanache.googlepages.com/home

"Tudo o que é verdade merece ser publicado, doa a quem doer" (Armando Anache) "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa) "Se pudesse decidir se devemos ter um governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último" (Thomas Jefferson)

Minha foto
Nome:
Local: Pantanal de Mato Grosso do Sul, Brazil

Jornalista (MTb 15083/93/39/RJ) formado pela PUC-RJ em 1987 e radialista (MTb 091/MS)- Produtor de programas de rádio e repórter desde 1975; cursou engenharia eletrônica na UGF (Universidade Gama Filho, RJ) em 1978; formado pelo CPOR-RJ (Centro de Preparação de Oficias da Reserva), 1979, é oficial R/2 da reserva da arma de Engenharia do Exército; fundador e monitor da rádio PUC-RJ, 1983; repórter e editor do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro (1985 a 1987); coordenador de jornalismo do Sistema Globo de Rádio no Nordeste, Recife, PE(1988/1989);repórter da rádio Clube de Corumbá, MS (1975 a 2000); correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC; repórter da rádio Independente de Aquidauana, MS (www.pantanalnews.com.br/radioindependente), desde 1985; editor do site Pantanal News (www.pantanalnews.com.br) e CPN (Central Pantaneira de Notícias), desde 1998; no blog desde 15 de junho de 2005. E-mails: armando@pantanalnews.com.br ; armandoaanache@yahoo.com

sexta-feira, abril 18, 2008

Vacinação contra a gripe começará dia 26


Em nove anos, cerca de 16 milhões de idosos já se beneficiaram

Todos os anos, quando chega o inverno, um vírus oportunista se instala no organismo e provoca sintomas como febres, dores no corpo, de cabeça e de garganta. O influenza, a tão conhecida gripe, acomete milhares de pessoas. O problema maior é que muitos a confundem com o resfriado, que é uma infecção respiratória menos grave.

No mundo todo, laboratórios sentinelas acompanham a mutação do influenza. A cada ano, os tipos mais freqüentes de vírus são utilizados para criar novas versões da vacina. Isso significa que ela passa sempre por atualização. Tem grau de proteção variável - a cada dez vacinados, de sete a nove aproximadamente não terão gripe, enquanto de um a três podem se infectar, porém, com sintomas leves.

"É preciso deixar claro que a vacina protegerá contra os vírus que fazem parte de sua composição. O individuo não será mais acometido por aquele tipo de vírus, pois o mecanismo de defesa o registra e não permite ser atingido novamente. Agora, se for outra espécie da família influenza, não haverá a imunização", explica o dr. Rafael Stelmach, pneumologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), ex-presidente da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

A despeito da eficiência comprovada, ainda existem mitos em torno da vacina contra a gripe. Um deles é que ela seria a responsável pela própria doença. "Na verdade, a vacina tem como base a fração do vírus morto e, portanto, não pode causar a doença", explica o dr. Alfredo Elias Gilio, doutor em pediatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e diretor da Divisão Clínica Pediátrica do Hospital Universitário da USP.

QUANDO INDICAR

O ideal é tomar a vacina no período que antecede o inverno, o outono, entre os meses de março e abril. Em três, quatro semanas, sua ação protetora fará efeito e terá duração média de um ano. Outro fator importante a considerar na vacinação é a faixa etária: os extremos, bebês e idosos, são os que mais necessitam.

De acordo com a Academia Americana de Pediatria, a dose anual deve começar aos 6 meses de idade e ir até os 5 anos. Entre os idosos, é essencial que comecem por volta dos 60 anos, já que nesta faixa etária, o indivíduo possui múltiplas doenças, e a gripe pode levar a complicações graves, até mesmo à morte. Nos dois casos, é considerada a vulnerabilidade dos organismos.

Segundo o dr. Rafael, não há restrições, mas não se recomenda que uma pessoa com quadro infeccioso e febril, um resfriado, por exemplo, seja vacinada. Isso por que o organismo terá uma reação, passará por desequilíbrio em sua defesa e o paciente provavelmente ficará pior.

Em grandes empresas, com boa concentração de funcionários em ambientes fechados, vale uma campanha interna de vacinação. "Além de evitar a transmissão, evita as faltas ao trabalho, uma vez que os trabalhadores estarão imunes à gripe", completa o dr. Alfredo.

As vacinas são seguras e bem toleradas. Quando há reação adversa, o mais comum é dor no local da aplicação. Apenas 5% dos vacinados correm o risco de algum efeito colateral. Já as reações graves, raras, podem ocorrer em menos de 1% deles.

CAMPANHAS DE VACINAÇÃO

Desde 1999, o Ministério da Saúde e as secretarias municipais de saúde realizam anualmente campanhas, atendendo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de priorizar os idosos na vacinação. "A gripe entre jovens não representa problema de saúde pública. Por essa razão, o objetivo é reduzir quadros graves da enfermidade, como as pneumonias, e a taxa de mortalidade nessa população, a mais vulnerável", explica dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT). A campanha 2008 está prevista para começar na segunda quinzena de março.

PULMONAR

A SPPT, sempre prestando serviços ao seu público, abre espaço em seu site www.pulmonar.org.br para prestação de serviços à comunidade. Ele traz aos cidadãos todo o tipo de conhecimento sobre as doenças respiratórias e pulmonares. Também dispõe de dicas de hábitos saudáveis, prevenção e cuidados para cuidar da saúde. As dicas do portal Pulmonar, assim como seu conteúdo, não substituem o acompanhamento médico.

As informações são da Acontece Comunicação e Notícia

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home